BlogBlogs.Com.Br

Escola Livre e a política

Feed
Assine nosso Feed ou receba os artigos por email
Depois do leite derramado a ELT (Escola Livre de Teatro de Santo André) agora lembra que, às vezes, política influência diretamente nossas vidas. Correndo sérios riscos de ser fechada a escola publica, agora, uma carta de repúdio à demissão sumária de um de seus funcionários...


Pois é meus coleguinhas,

Vou me explicar direitinho para evitar nossos colegas Trolls que certamente virão depois deste post.

Começarei pela lembrança de um colega que fez ELCV (Escola Livre de Cinema e Vídeo). O colega em questão, à época das eleições municipais na tal cidadezinha me contava que não havia, por parte dos integrantes da escola, nem tampouco dos estudantes da escola preocupação política e / ou manifestações a respeito das eleições que se aproximavam.

À época, cheia de escândalos, estava bastante claro que o partido do governo perderia as eleições. Vale lembrar que foi esse o partido quem estabeleceu os vínculos e de fato criou as Escolas Livres. Modelo, aliás, muito pertinente e saudável.

O medo de ser censurado me fez não citar nominalmente partido nenhum, mas o google responde essas questões para você.

Bem, o fato é que nenhuma posição foi tomada. A Escola que ensina arte achou que deveria ficar mesmo no "Arte pela Arte", posição de muitos nesse meio (e que não critico, apenas mostro um resultado prático...).

Veio o fim das eleições, veio o novo prefeito.

Primeira atitude? Demitir a antiga coordenadora. As coisas começavam a ficar claras.

Hoje recebo uma enxurrada de e-mails a respeito da Escola, e da ma(u)ldade que é vê-la fechar, caminho que parece bem claro agora.

Ou vocês da escola AINDA NÃO CONSEGUEM ENXERGAR DOIS PASSOS ADIANTE?

É claro que é chato ver tudo isso acontecer. Mas as eleições servem para alguma coisa, afinal. O que me irrita nisso tudo (e não acho que isso dê razão ao prefeito) é que a política só interessa quando a coisa pega no calo... Oras bolas e carambolinhas, como já disse antes!

Então mandamos cartas, entupimos as caixas de e-mails do pessoal, MAS SÓ DEPOIS que alguém é demitido? Olhar as propostas dos candidatos, ver de que partido o cara vem, e a quem se deve apoiar diretamente, isso tudo é bobagem?

Pois muito bem, querem se mexer que se mexam! Antes tarde do que nunca já diria a minha avó... Mas é sempre bom lembrar que quem avisa amigo é.

Desculpem a brabeza, mas é chato ver o povo adorando o "CQC", cultivando a política do "Política não se discute" ou "São todos corruptos" e depois receber e-mail de gente chorando "as pitangas"...

E o pessoal da ELCV, espero, se mexam antes que seja mais tarde...

(para ler a carta oficial da escola clique AQUI)

3 turradas:

Will Pereira on 11 de setembro de 2009 12:54 disse...

Victor, é bem por aí mesmo...
eu como ex-aluno da ELCV sei que fizemos mta coisa pra "construir" uma grade, conseguir recursos... espaço... enfim. mas qdo muda a turma e vc se torna o "veterano", a nova galera acaba meio que reestruturando tudo de novo (o que é legal), ou então caindo no desbunde. Não sei como anda esse aspecto lá atualmente... sei que tão numa nova sede, um parque-escola. Esse tipo de coisa cada turma tem q sempre estar "sustentando", não deixar a peteca cair... saiu a coordenadora, a Mônica, saíram uma pa de professores fodões... com quem tive aula. Fodões mesmo: Gui Mohallem, Marcelo Spomberg, Danilo Solferini, Julio Pessoa... dêem uma pesquisada, são todos mto bons. E tudo por mudança de normas... eleições... novas contratações do @#$% de prefeito que assumiu lá. Bom, valeu o alerta, cara.
abraços
Will

Lilian Ganzerla Cardoso on 11 de setembro de 2009 23:15 disse...

Quando publicamos opniões, devemos ter um certo conhecimento sobre elas. Se não, elas se tornam vazias e escorregadias. Gostaria de informar que apesar dos nomes das Escola LIvres serem os mesmos, os seus processos de gestão são bem diferentes. E para entender como isso funciona precisa-se viver na prática, ou seja, estar lá dentro. Assim, não dá pra comparar as Escolas, cada uma se organiza de uma forma.
Gostaria de esclarecer também que não ficamos parados este tempo todo. Quem realmente vive o dia-a-dia da Escola sabe disso. Temos feitos Assembléias com os orgãos do Governo desde o início desta eleição. Acreditamos no DIALOGO e ainda assim vamos continuar agindo, dialogando.
Acho importante as manifestações das diversas opniões, independente da credibilidade das suas fontes. Então, fico satisfeita em ver esta reverberação que está ocorrendo, não só em Santo André, mas em São Paulo e no Brasil.

Blog Turrar on 12 de setembro de 2009 04:05 disse...

Lilian,

Você não sabe, mas eu estive presente (mais até do que gostaria) de qualquer forma o que disse sobre as gestões se aplicam as duas, embora acredito que tenha razão quando diz que não podemos juntar as duas,

solidariamente,

Postar um comentário

Regras para comentários (e boa conduta)

- Não coloque seu site / blog no corpo do comentário (há espaço específico para isso logo após "comentar como:")
- Comente algo relacionado ao post (exceção feita aos elogios em geral, porque ninguém é de ferro)
- Seu e-mail não será divulgado...

Aqui não há censura seguiu estas regras, será publicado. Não seguiu, será 'zoado'.

 

Turrar : teatro, tv e cultura Copyright © 2009 WoodMag is Designed by Ipietoon for Free Blogger Template