BlogBlogs.Com.Br

Quanto custa um ator ?

Feed
Assine nosso Feed ou receba os artigos por email
R$ 1,00 ? R$ 10,00 ? R$100, 00 ? R$ 1.000,00? R$ 10.000,00?

A pergunta é você se espanta mais em ouvir de um ator que custa 1 real ou em um que custe dez mil reais?  Não existe resposta certa. O certo é que há mesmo quem pense que tanto faz um ator ou um "leigo".

R$ 1,00 ? R$ 10,00 ? R$100, 00 ? R$ 1.000,00? R$ 10.000,00?

A pergunta é você se espanta mais em ouvir de um ator que custa 1 real ou em um que custe dez mil reais?  Não existe resposta certa. O certo é que há mesmo quem pense que tanto faz um ator ou um "leigo".

E de fato, em boa parte das vezes, isso se torna real. Realidade.

Quem há de negar a importância de filmes como "Cidade de Deus", "Tropa de Elite" ? Quem há de negar o sucesso de tantas novelas, tantos Gianecchini, Juliana Paes, BBBs e afins?

A diferença entre um ator e um "pseudo-ator" é que um ator representa qualquer papel. Não é o caso de tantos globais (embora haja muita gente boa por lá) e não globais que conseguiram o sucesso de forma não técnica (entendam como quiserem).

No entanto, é bem mais barato se a máquina funcionar empregando esses não-atores. Explico-me:

Se você considerar a quantidade destes verá que temos em abundância. O que significa encontrar alguém que é o papel com muita facilidade. O que significa não precisar exigir um ator. O que faz com que o preço dos atores também abaixe.

Veja, não vou nem tocar no assunto "escolas de teatro" por achar vergonhoso demais.

Fato é que existem muitos atores ruins. Péssimos. Pior do que isso, existem muitos atores sem cultura. Por cultura não precisamos chegar a profundidade de entender, sacar um teatro do absurdo. Podemos nos limitar a chamar de cultura alguém que saiba quem foi Zé Renato, quem foi Paulo Autran (esse todo mundo conhece, mas só porque fez aquela cena das comidas que é reprisada mensalmente pelo Video-Show).

Inventaram o tal DRT para ajudar a selecionar os tais "atores". Mas aí re-inventaram (até 2010 posso usar hifenes, que se escreve assim mesmo, apesar de ter outro plural, o hifens, sem acento) as escolas de teatro.

E se pensarmos, em como foram e como são as mais tradicionais, aqui na terra da garoa só se salva, talvez, a EAD.

Por isso não se pode reclamar mesmo de seleções que pedem atores sem cachê (mas veja que alegria eles são legais o suficiente para pagar o transporte!!). Até porque o número de atores sem ator (e atrizes sem atriz) que aparece por aí é mesmo um "número sem número".

Por isso é possível que quando forem à feira no domingo próximo alguém grite:

"ATOR? QUANTO VALE? OU É POR KILO??"

8 turradas:

magna_namaste on 25 de agosto de 2009 15:34 disse...

Acho incrível por quê qualquer um pode ser ator, mas para se dentista, médico, enfermeiro.. etc, tem que estudar e ter registro. Ninguém vai a um médico que não é formado, que não estudou, não tem experiência, mas aceita os atores que não são atores de verdade! Isto é uma cultura de desvalorização da classe artística. Ser ator não é levado a sério!

Alebeen on 25 de agosto de 2009 23:09 disse...

E aí cara beleza? Primeira vez que tô lendo seu blog e tô achando interessante! Mas você menciona que não ia comentar sobre escolas de atores! Por que?
E você também diz que a única que se salva talvez seja a EAD. Mas não seria injusto limitar tanto o estudo a uma só uma escola? Creio que sim as escolas devem existir de montes, assim como as faculades pois precisamos espalhar a cultura à todos! Mas é claro que não se pode deixar de lado a qualidade e o aprendizado do aluno- que deve não somente se conter com o que é ensinado e sim buscar por fora a maior quantidade de informações que precisa para se formar um bom ator!
E outra, se existem fábricas de atores os testes estão aí para provar qual o melhor produto! rsrs
Abçs

Erick Tozzo on 26 de agosto de 2009 12:37 disse...

Muito coerente sua postagem!
Parabéns pela qualidade do blog.

abraço

FRAN HIP-HOP on 22 de setembro de 2009 08:12 disse...

Gostei do teu blog, parabéns novamente
acho q seria interessante se todos os atores fizesem teatro primeiro, pra depois fazer cinema ou tv, assim não teria atores ruins como vc menciona aqui.

Thomas on 25 de setembro de 2009 10:08 disse...

Quero dizer que concordo em parte com seu discurso. Concordo que há uma infinidade de atores ruins, que aparecem mais e ganham mais que muitos atores bons. Porém no nosso ofício ( sou ator) quem paga é o público. Qto as escolas creio dizer q existem algumas iguais ou melhores que o EAD,(citando em Sampa) o CPT do Antunes, O Célia Helena, O Globe. Creio tb q drt é desnecessário, de que adianta ter curso No Actor's Studio ou na Royal Shakespeare Academy, na hora de se apresentar, de fazer o teste é que veremos o valor do ator. Diferentemente de profissões como médicos, dentistas, engenheiros, advogados, que realmente precisam de escolas, e boas escolas, pq estas profissões acarretam risco às pessoas qdo o profissional não tem estudo. Diferentemente de nós que somos julgados diariamente, pelo público, e este sim q dará o cachet. Pode até ser pouco ou muito, e até injusto, mas é o público que escolhe em cada época qual arte lhe fascinará. Luiz Thomas drt 5374

Blog Turrar on 25 de setembro de 2009 10:12 disse...

Thomas,

quanto às escolas de teatro, leia também o post:

http://turrar.blogspot.com/2009/08/turrar-turrando-escolas-de-teatro.html


Agora das escolas citadas, eu conheço o Célia Helena, e posso afirmar com todas as letras (pq lá estudei) que ninguém repetia a não ser por falta de pagamentos ou por literalmente faltar no dia da apresentação... o que é pouco... bem pouco...

Thomas on 25 de setembro de 2009 11:41 disse...

Obrigado por me responder, e desculpe se estou sendo contrário a algumas de suas posições. Mas a questão não é ser aprovado ou repetir, como disse, o q valerá é o seu teste na nova empreitada de trabalho. O ator é q tem q se esforçar. A base é dada em muitas escolas, e o Célia Helena dá esta base, agora se o ator-aluno, não se esforça, ele não irá apreender, e pq reprová-lo? Se quem irá reprová-lo será o produtor ou o diretor do evento seja em que mídia for.
Ninguém em nosso ofício, é bom pq foi formado em escola x,y,ou z. Pode ser bom pq tb foi formado na escola x,y,ou z.
Pois não adianta, repito ser formado nas melhores do mundo se não dá para coisa.
Vc está me entendendo?
Digo isso de carteira, não gosto de drt, acho q é só para dar dinheiro para o sindicato, e frutificar escolas q não são boas, concordo com isso. Mas continuo com a tese de que o ator sempre será testado independente de seu currículo letivo e ou de trabalho. Para mim além de escola o ator deve ser informado, ler sobre tudo o q acontece no mundo, saber muito de psicologia ( Jung-Freud-Reich). Conhecer a linguagem corporal. Ser relaxado. Assistir todos os filmes com os grandes atores do cinema mundial. Ver peças sempre. Ler muito os clássicos, livros de teatro, peças de teatro, poesia. Ir a exposições de arte. Ouvir jazz e música clássica. Observar o cotiano ao seu redor e a si próprio. Investigar todos os pensamentos q passam por sua mente. E principalmente trabalhar muito. Como dizia um dos meus mestres teatro é 10% inspiração e 90% transpiração. Luiz Thomas

Blog Turrar on 25 de setembro de 2009 11:46 disse...

Luiz,

Veja, se a escola não precisa reprovar pq o mercado aprova ou reprova, pq ir a escola?

Eu não me lembro desse espírito nas minhas aulas de física (o prof poderia me dizer o vestibular vai cobrar, eu não preciso ...)

A escola tem o DEVER de informar mas se o diploma dela vale alguma coisa ela PRECISA reprovar, pq senão é comprar um diploma a longo prazo...

Mas você tem todo o direito de discordar, não precisa se desculpar de nada... o espaço chama Turrar não é de graça...

Postar um comentário

Regras para comentários (e boa conduta)

- Não coloque seu site / blog no corpo do comentário (há espaço específico para isso logo após "comentar como:")
- Comente algo relacionado ao post (exceção feita aos elogios em geral, porque ninguém é de ferro)
- Seu e-mail não será divulgado...

Aqui não há censura seguiu estas regras, será publicado. Não seguiu, será 'zoado'.

 

Turrar : teatro, tv e cultura Copyright © 2009 WoodMag is Designed by Ipietoon for Free Blogger Template